ADVERTISEMENT

TLCE alerta para problemas com subsídios de internet para estudantes e professores

Timor Post - Jeral
  • Share

Díli – O Presidente da Organização Não Governamental de Coligação para a Educação em Timor-Leste (TLCE, em inglês), Augusto Pires, disse que o subsídio de internet que será atribuído pelo Governo a estudantes e docentes para garantir o ensino a distância durante o estado de emergência se constitui como um grande problema.

O responsável lembrou que muitos alunos que vivem nas zonas remotas não têm acesso a eletricidade, pelo que “automaticamente, a internet não funcionará”.

ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA


Augusto Pires referiu ainda que o Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC) deve efetuar uma análise adequada das verbas de internet atribuídas a alunos e professores.

Lee Mós :
Hotel de 5 estrelas de Oé-Cusse pede a Governo mais 16 milhões de dólares

Segundo o presidente da TLCE, apenas entre 25% e 30% da população timorense tem acesso à internet, a maioria estudantes que vivem em Díli.

“A meu ver, apesar da atribuição ser uma das políticas do Governo, concordo com a declaração da Comissão G sobre a ineficiência do uso da internet. Devemos analisar bem, porque o orçamento alocado à internet é avultado. Todos os alunos deverão, por isso, ter acesso a ela”, afirmou Augusto Pires, em declarações aos jornalistas, no passado domingo (26/04).

O dirigente sublinhou igualmente que, além de não terem acesso eletricidade nem a internet, muitos alunos não a sabem usar.

Lee Mós :
Kongresu LFA Muda Naran ba LFTL, Nilton Kontinua Lidera

Augusto Pires sugeriu, por isso, que o orçamento alocado pelo Executivo seja apenas destinado às instituições que já se prepararam para o ensino a distância.

Também o Reitor do Instituto Empresarial (IOB, em inglês), Augusto Soares, disse que, apesar de o Governo ter já definido orçamento para que todos os estudantes possam ter acesso à internet, é um problema para aqueles que se encontram atualmente a viver nas áreas rurais.

Augusto Soares mostra-se ainda preocupado com a velocidade da internet, visto que é muito difícil o acesso em Timor-Leste.

“Não confio na rede de internet deste país. É dificílimo o acesso. Não tenho a mínima ideia de que operadora de telecomunicações sugerir aos nossos alunos e professores”, afirmou.

Lee Mós :
Governo pede a Chefe de Estado extensão do EE

O Reitor do IOB salientou, de igual modo, a necessidade de o Governo olhar para a questão e garantir, desta forma, o acesso de todos.

“O ensino a distância está agora a decorrer. Os docentes são pagos pelas universidades, sobretudo nas privadas. Os salários dos professores dependem também dos estudantes. Devemos, por isso, olhar para as duas partes”, concluiu. (ono)

 935 total views,  3 views today

Oinsa Ita nia Reaksaun iha Notisia Nee?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry
You have reacted on “TLCE alerta para problemas com subsídios de int…” A few seconds ago

Bele hare Video Seluk :
  • Share
ADVERTISEMENT
SCROLL FILA BA NOTISIA

Notisia Timorpost Seluk


Komentariu :
Timorpost.com. Respeita tebes Ita Nia opiniaun. Laran luak no uza etika bainhira hatoo opiniaun. Opiniaun iha Ita Nia responsabilidsde, tuir lei ITE.

Varanda
Kategoria
Video
Buka
Watch
Facebook
error:
Simu Notifikasaun Hosi Timor Post Online! OK No