Vendedores ambulantes discordam de realização de eleições antecipadas

by -28 views

DÍLI- Os vendedores ambulantes não concordam com a realização de eleições antecipadas por considerarem que agravaria ainda mais a situação política e económica do país.

Faustino Mateus Belo, vendedor ambulante de sacos de plástico, sugeriu aos líderes políticos que se reunissem para discutir a situação política atual que tanto prejudica o país.

“Não concordo com a decisão [de eleições antecipadas], mas queremos que os líderes políticos se reúnam para que haja paz e estabilidade no país”, disse, na terça-feira (11/02), Faustino Mateus Belo, em Motael.

O vendedor lembrou ainda que, antes do chumbo do Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2020 ganhava mais de 25 dólares por dia, mas que viu agora o seu rendimento baixar para pouco mais de 15 dólares.

“Antes do orçamento ter sido chumbado, ganhávamos 25 a 30 dólares por dia. No entanto, com esta situação de impasse, o lucro obtido é pouco mais de 15 dólares”, afirmou.

Também Azé de Araújo, vendedor de tabaco, se mostrou insatisfeito com o impasse político do país e concorda com as declarações do Chefe de Estado ao anunciar que as eleições antecipadas seriam o último recurso para resolver a difícil situação política atual.

“Somos o povo. Não queremos sofrer mais de uma vez, pelo que não aceitamos mais eleições antecipadas. Sou deficiente. Só quero ter paz e estabilidade para conseguir dinheiro para sustentar a minha família”, disse. (isa)