UNTL com falta de salas de aula

by -108 views

DÍLI – A Faculdade da Economia e Gestão (FEG) da Universidade Nacional Timor Lorosa’e (UNTL) enfrenta o problema da falta de salas de aula, o que condiciona todas as atividades letivas.

Custódio Ximenes, o decano da FEG, disse que as atividades letivas tiveram início no passado dia 10 de janeiro, e desde então, a universidade se tem confrontado com vários problemas, entre os quais se destaca a escassez de salas de aula.

“Nos últimos anos, temos enfrentado dificuldades, apesar de todo o nosso esforço em gerir [o que temos]”, disse o docente, esta segunda-feira (10/02), em declarações aos jornalistas do Timor Post, no seu local de trabalho, no edifício da UNTL.

O decano referiu ainda que a FEG dispõe apenas de nove salas de aula, número que considera insuficiente face à presença de mais de 3.500 alunos.

“Temos, atualmente, nove salas de aula para mais de 3.500 estudantes. É, na verdade, um número exagerado que põe em causa o ensino e aprendizagem. É uma questão séria para nós. Apesar deste contratempo, enquanto decano, tenho de me esforçar o máximo possível na busca de alternativas, como tem feito a UNTL, para remediar o problema”, afirmou.

Custódio Ximenes acrescentou que, apesar de a UNTL ter aplicado o currículo de modelo europeu, o SCTS, que prevê o máximo de 30 alunos por sala de aula, a maioria das salas desta instituição universitária encontra-se sobrelotada com 40 a 50 estudantes.

O responsável da FEG salientou ainda que a sua faculdade tinha planeado o ingresso de 580 novos estudantes para este ano letivo, sublinhando, no entanto, desconhecer, até à data, o número efetivo de alunos que ingressarão nesta instituição.

Recorde-se que a FEG agrupa quatro departamentos, mais de 3.500 alunos e 30 docentes, sete dos quais prosseguem os seus estudos no estrangeiro. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.