Unidades de saúde em Timor-Leste sem anestesia odontológica

by -62 views

DÍLI – A Diretora do Serviço de Saúde do Município de Díli (SSMD), Agostinha Segurado, revelou na terça-feira (14/01) que o Centro de Saúde de Becora não é o único que está sem o medicamento Lidocaína Carpule usado para a anestesia odontológica (para tratamento dentário). O mesmo se sucede com todas as unidades de saúde em Timor-Leste. O motivo, segundo Agostinha Segurado, prende-se com a existência de falhas no que toca ao processo de distribuição dos fármacos.

“Não é só o Centro de Saúde de Becora que não dispõe do medicamento usado para a anestesia odontológica, mas também todas as restantes unidades de saúde”, referiu a diretora do SSMD, em declarações aos jornalistas, no local de trabalho, no Bairro da Formosa.

Agostinha Segurado salientou ainda que serão envidados todos os esforços para que a Direção Nacional de Medicamentos e Farmácias bem como o Serviço Autónomo de Medicamentos e Equipamentos de Saúde (SAMES) possam responder a esta questão, pois “este é um remédio específico”.

A responsável fez saber ainda que o SSMD pode resolver questões associadas à manutenção e gestão, dando, como exemplo concreto o facto de os técnicos do CSB poderem efetuar o tratamento de uma máquina de limpeza de dentes que se encontra avariada. Sublinhou, no entanto, que não pode fazer “milagres”, caso o Orçamento Geral de Estado de 2020 não seja aprovado.

“Posso colocar milhares de propostas em cima da mesa, mas tudo dependerá da aprovação do orçamento”, concluiu. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.