Unidade de Oftalmologia do HNGV deteta 10% de medicamentos fora do prazo

by -141 views
Foto Especial

Díli (Timor Post) – A Unidade de Oftalmologia do Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) identificou mais de 10% de medicamentos fora do prazo de validade.

O chefe de departamento da unidade, Belmério Jerónimo, referiu que uma equipa da unidade se deslocou ao Serviço Autónomo Medicamentos e Equipamentos de Saúde (SAMES) para efetuar o levantamento de múltiplos fármacos para fazer face aos medicamentos que se encontram fora do prazo de validade.

“A unidade registou uma quebra acentuada do número de doentes durante a crise pandémica provocada pela covid-19. Este facto fez com que o prazo de validade de inúmeros medicamentos tivesse já expirado”, disse Belmério Jerónimo ao Timor Post, na passada sexta-feira (10/12), no seu local de trabalho.

O responsável afirmou, entretanto, que a unidade procedeu ao levantamento de todos os fármacos expirados para os entregar à direção da farmácia e posteriormente ao SAMES que, por sua vez, os fará destruir.

Questionado sobre o número de pacientes com deficiência visual que deu entrada na unidade, o dirigente informou que foram registados, de janeiro a novembro deste ano, oito mil timorenses com problemas visuais, dos quais 300 são crianças com idade inferior a 14 anos.

“Estes casos foram detetados desde janeiro deste ano. A maioria dos doentes é adulta” disse

Segundo Belmeiro Jerónimo, do total de crianças com deficiência visual apenas cinco foram encaminhadas para a cirurgia.

“As crianças, antes de vir ao departamento para terem a consulta já usavam óculos. Grande parte dos casos está relacionada com o uso excessivo do telemóvel, o que condiciona a visão”, referiu.

O dirigente afirmou ainda que do total dos doentes, 1500 adultos sofrem de catarata traumática, sublinhando que um número significativo de doentes recuperaram da doença após a realização de cirurgias. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.