UE mantém apoio no desenvolvimento rural e no combate a desnutrição

by -51 views

DÍLI- A União Europeia (UE) mantém o seu apoio ao desenvolvimento dos setores agroflorestal e da nutrição nas áreas rurais.

O Embaixador da UE em Timor-Leste, Andrew Jacobs, informou que a organização europeia manifesta o seu agrado, enquanto parceiro, por prestar auxílio a Timor-Leste nos setores agroflorestal e da nutrição.

“Trabalhamos juntamente com o Governo, sociedade civil e setores de desenvolvimento, principalmente no agroflorestal e da nutrição nas zonas rurais. Queremos manter a nossa colaboração”, disse Andrew Jacobs aos jornalistas, esta quinta-feira (29/10), no auditório Kai Rala Xanana Gusmão, no Ministério das Finanças, em Aitarak Laran.

Andrew mostrou-se igualmente satisfeito com o trabalho de diversos projetos levados a cabo em Timor-Leste, com destaque para o apoio à Organização Internacional do Trabalho (OIT), onde foram construídos 47 quilómetros de estradas rurais e criados 2500 postos de trabalho para cidadãos timorenses, entre os quais 630 mulheres.

Segundo o diplomata, associado ao setor agroflorestal no âmbito do programa ‘Madeira para Futuro’, a UE já efetuou a plantação milhares de árvores e a instalação de uma fábrica de bambu. O mesmo se sucedeu em matéria de nutrição, onde a organização apoiou através do Orçamento Geral do Estado.

“Finalizamos a assistência técnica através do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF, em inglês). Fico apreensivo com a incidência de subnutrição em Timor-Leste”, recordou.

O dirigente lembrou ainda que a UE realizou um encontro junto do Governo timorense para discutirem a estratégia mais adequada na identificação do problema da má nutrição que atinge o país.

Andrew Jacobs acrescentou, por último, que é fundamental que o Executivo timorense, a UE e outros doadores mantenham a sua cooperação no sentido de mitigar o problema da desnutrição das crianças timorenses. (kyt)

No More Posts Available.

No more pages to load.