Trinta e seis bolseiros timorenses de Israel querem ser repatriados

by -60 views

DÍLI- Trinta e seis estudantes timorenses residentes em Israel pretendem ser repatriados, ainda que o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação (MNEC) esteja ainda a discutir um eventual repatriamento.

A Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Adaljiza Magno, disse que nem todos os estudantes timorenses manifestam vontade de regressar, sendo que só 36 o fizeram.

A governante afirmou ainda que o assunto em causa ainda se encontra em fase de discussão, estando a ser debatido o melhor procedimento para assegurar o repatriamento dos 36 jovens bolseiros para o seu país.

Segundo Adaljiza Magno, o Governo israelita mostrou vontade de manter os estudantes timorenses, pois pretende dar-lhes um emprego.

“Não são todos os estudantes que querem ser repatriados. Apenas 36 timorenses esperam regressar. Entretanto, o Governo de Israel quer que os bolseiros se mantenham a residir aí, porque o Executivo israelita lhes quer dar trabalho”, disse Adaljiza aos jornalistas, esta segunda-feira (16/11), no Palácio Presidencial.

Adaljiza Magno salientou também que os bolseiros frequentaram cursos de formação remunerados.

“Há várias opções. Se o Governo israelita quiser pagar, então poderá escolher a companhia aérea. Estamos em discussão”, concluiu. (ven)

No More Posts Available.

No more pages to load.