TRABALIAN já recebeu 50 queixas de violação dos direitos dos trabalhadores do privado

by -41 views

Díli – O Presidente dos Trabalhadores para Libertação Nacional (TRABALIAN, em tétum), Julito Benevides, revelou que esta organização já registou 50 queixas de incumprimento do código laboral no setor privado.

Segundo o responsável, a esmagadora maioria dos casos tem a ver com despedimentos injustificados ou sem direito de compensação, atrasos superiores a quatro meses no pagamento do salário e redução salarial sem justificação.

“Entre todas as queixas, 14 estão pendentes devido aos constrangimentos provocados pela covid-19, principalmente à falta de rendimentos, alegada por empregadores, comprometendo-se, no entanto, a resolvê-los, se obtiverem mais lucros”, disse o responsável, no passado sábado (05/12), no Bairro de Farol.

De acordo com Julito Benevides, a violação dos direitos dos empregados do setor privado tem ocorrido com muita frequência, pelo que é necessária uma intervenção séria por parte do Governo.

“Estes tipos de problemas não deveriam acontecer, uma vez que dispomos da Lei do Trabalho. Por que é que o Executivo não controla as empresas que não cumprem? O pior é que a mediação normalmente conduzida pelo Governo não resulta, pelo que têm de ser os empresários e trabalhadores a tomarem uma decisão, o que permite às empresas violarem ainda mais os direitos dos empregados”, lamentou.

Pediu, por fim, ao Estado que seja criada uma política adequada que permita garantir todos os direitos dos trabalhadores, porque o “povo não merece continuar a viver numa situação injusta”. (Ven)

No More Posts Available.

No more pages to load.