TLCE pede a MEJD que resolva problema da reforma de professores

by -82 views

Díli- O Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD) tem de resolver o problema das reformas dos professores, pois estas afetam as atividades letivas, pede o Coordenador da Organização Não Governamental de Coligação para a Educação em Timor-Leste (TLCE, sigla inglesa), José Monteiro.

“Segundo os dados do INFORDEPE, cerca de 40% dos professores já atingiram a idade de reforma. Se a questão não for resolvida, será muito mais difícil solucioná-la nos próximos dez anos”, afirmou José Monteiro ao Timor Post, na quarta-feira (25/11), em Vila Verde.

O dirigente referiu ainda a necessidade de se prepararem mais professores para fazer face ao número crescente de alunos.

“Caso estes professores não entrem, até 2031, na idade de reforma, o ensino estará em risco por termos uma classe de docentes envelhecida. Além disso, o número de docentes é atualmente insuficiente. No entanto, caso os mandássemos embora, os alunos seriam prejudicados”, lamentou.

José Monteiro sugeriu ainda que o MEJD formasse professores na área das Ciências da Educação a fim de assegurarem a qualidade do ensino.

“Estamos a pagar a professores com idades mais avançadas. Estão sempre doentes. A meu ver, já não são mais produtivos quando voltam a lecionar”, sublinhou, pedindo, como tal, ao MEJD que acelerasse a entrada na reforma destes docentes.

Recorde-se que Timor-Leste tem atualmente 6.127 professores. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.