Timor-Leste aprova uso da vacina AstraZeneca

by -20 views

Díli – O Estado timorense está a envidar esforços para o combate à covid-19 no país, pelo que aprovou o uso da vacina AstraZeneca, que deverá ser armazenada numa temperatura de 2 a 8 graus celcius, disse a Diretora da Prestação do Serviço de Saúde, Odete Viegas.

A responsável referiu ainda que o Ministério da Saúde (MS) iniciará, em maio deste ano, campanhas e ações de divulgação de informação junto da população no que toca à vacinação, antes de a pôr em prática.

Segundo Odete Viegas, todos os residentes no país serão vacinados, mas os profissionais de saúde, a Polícia Nacional de Timor-Leste, as Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste e os jornalistas que se encontram atualmente na linha da frente na luta contra o novo coronavírus bem como os grupos de risco, como idosos, diabéticos, hipertensos e tuberculosos, serão os prioritários na vacinação.

“Existem três tipos de vacina, mas o Governo recorre à AstraZeneca por se adequar melhor à temperatura do país. Além disso, é mais económica. Já 24 países aprovaram o uso desta vacina, cuja eficácia é de 90%”, afirmou Odete Viegas, numa conferência de imprensa, na terça-feira (12/01), em Caicoli.

Odete Viegas sublinhou igualmente que as vacinas serão tomadas em duas doses, com um intervalo de 21 dias.

Segundo a diretora, o MS estabelecerá duas equipas de linhas interministeriais, sendo que uma será liderada pelo Vice-Ministro da Saúde, contando com a participação de inúmeros governantes. Já a outra será dirigida pela Direção-Geral da Prestação dos Serviços de Saúde e Instituto Nacional de Saúde, acompanhados pelo Serviço Autónomo de Medicamentos e Equipamentos de Saúde, autoridades municipais, entre outros.

A responsável recordou, por último, que o Governo timorense cobrirá 80% do orçamento para a aquisição da vacina e os restantes estarão a cargo da Aliança Global de Vacinas. (res)