Taur: Extensão de estado de emergência pretende evitar mortes

by -52 views

Díli- O Primeiro-Ministro (PM), Taur Matan Ruak, disse que a decisão do Estado de prolongar, pela segunda vez, o estado de emergência visa impedir o surgimento de mortes entre a população timorense devido a uma eventual ameaça do surto da covid-19.

Segundo o Chefe do Governo, um dos motivos deste prolongamento deve-se ao facto de o país vizinho, a Indonésia, mais concretamente a província de Nusa Tenggara Timur (NTT), que mantém uma fronteira internacional terrestre com Timor-Leste, ter registado um aumento substancial de casos de infeção causados pelo novo coronavírus.

“Vocês [jornalistas] devem lembrar-se ainda do discurso do Presidente do Parlamento Nacional que justificou a decisão de estender o estado de emergência para evitar que ocorram mortes de pessoas. Além disso, destacou o facto de todos nós devermos envidar esforços para que ninguém morra de fome”, afirmou o Chefe do Executivo, esta quarta-feira (27/05), em declarações aos jornalistas do Timor Post, à margem da sua participação no plenário do Parlamento Nacional (PN).

O ex-Presidente da República referiu ainda que a comunidade respeita e compreende a decisão do Parlamento timorense, demostrando ao mundo a capacidade do país em responder a este desafio global. Deposita, também, total confiança tanto nos órgãos do Estado como na população relativamente aos condicionalismos impostos pelo estado de confinamento.

“A meu ver, o atual prolongamento é mais relaxado, visto que permite à população retomar gradualmente as suas atividades laborais. O enfoque incidirá sobre três aspetos–  o controlo de todos os tipos de fronteiras, com imposição de isolamento profilático em certos casos e o cumprimento das normas sanitárias, nomeadamente respeitando a higiene pessoal e o distanciamento social”, concluiu. (kyt)

No More Posts Available.

No more pages to load.