TANE Consumidor preocupada com preço de combustíveis em TL

by -34 views

DÍLI- A Associação TANE Consumidor mostra-se preocupada com o preço dos combustíveis em Timor-Leste e pediu, por isso, aos operadores económicos que reduzissem os preços deste produto durante o estado de emergência

“A TANE exige que os operadores económicos que distribuem e revendem estes combustíveis em Timor-Leste revejam os preços em baixa por causa da queda dos preços do barril de petróleo a nível internacional”, disse António Ramos, Presidente da TANE, à jornalista do Timor Post, em Vila Verde, Díli.

O responsável reforçou que o preço do barril de petróleo caiu durante a crise provocada pela covid-19.

“Sabemos que a crise se vai prolongar, que a recuperação económica será lenta e que haverá uma menor procura mundial de petróleo e dos seus derivados. Em consequência, assistimos já, em muito países, a uma forte descida de preços, que atingiu em alguns casos os 30% e que se estima que se prolongue por mais dois anos”, disse.

“A descida internacional dos preços ainda não se refletiu nos preços praticados em Timor-Leste. De acordo com levantamento dos preços realizado pela associação, os operadores económicos continuam, em Dili, a praticar os mesmos preços de sempre. Os consumidores estão a ser duplamente prejudicados: não beneficiaram ainda desta descida de preços e continuam sujeitos a práticas injustas na definição de preços”, alertou.

O dirigente desta associação lembrou também que o Governo timorense aprovou seis pilares estratégicos de recuperação da economia durante o estado de emergência – conectividade, bens essenciais, telecomunicações, serviços básicos, crédito e apoios diretos–, um pacote onde se podia incluir a redução de 5% do preço dos combustíveis durante o estado de emergência.

A TANE pede ainda à Autoridade Nacional de Petróleo e Minerais, através do seu Departamento de Serviços de Downstream, que fiscalize e regule o mercado de distribuição de combustíveis.  (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.