Sistema de irrigação de Lauala em más condições

by -33 views

Díli- O deputado Domingos Lemos do Parlamento Nacional (PN) manifestou preocupação com as más condições do sistema de irrigação no Suco de Lauana do Município de Ermera e lamenta o facto de o Governo nada ter feito para solucionar o problema.

Domingos Lemos levantou esta questão, na passada sexta-feira (21/02), durante o plenário no PN, revelando que a atual situação ameaça o setor hortícola e as várzeas dos agricultores locais.

“O ministério relevante deve tomar atenção a esta irrigação, porque as  condições atuais trazem ameaças às atividades agrícolas da população do suco de Lauana. Alguns agricultores têm abandonado as suas várzeas devido às más condições de irrigação. As águas das chuvas vindas da irrigação, além de causarem danos às várzeas e hortas ameaçam também a Escola Técnica Vocacional de Lauala”, disse.

Já a deputada Maria Barreto apresentou a mesma preocupação, dizendo que os problemas do sistema de irrigação surgem não apenas em Ermera, mas também em Maliana, sendo, por isso, necessária reabilitação por parte do Governo.

“Para melhorar a produção [agrícola] no país, cabe ao Governo dar importância aos sistemas de irrigação, atualmente em mau estado, para que possam fornecer água às várzeas e hortas dos agricultores”, pediu.

Em resposta às preocupações dos deputados, a Diretora-Geral do Ministério da Agricultura e Pescas, Maria Odete do Céu Guterres, disse que o sistema de irrigação tem enfrentado estragos devido aos deslizamentos de terra, tendo o ministério alocado anualmente orçamento para a sua gestão.

“A meu ver, o ministério continua a dar atenção à reabilitação das canalizações nestes sistemas de irrigação, que necessitam de um orçamento avultado. Apresentamos, por isso, anualmente, propostas para que o Governo as possa reabilitar conforme as prioridades identificadas. Caso não sejam prioridade, o Executivo não as reabilitará, pois, mesmo que sejam reabilitadas, muitas vezes a própria população não mostra vontade em cultivar as suas hortas e várzeas”, disse.

Segundo a diretora, o fundo destinado à reabilitação dos sistemas de irrigação ronda um milhão de dólares, usado para alugar escavadoras, realizar ações de limpeza dos canos e reabilitar as áreas danificadas a fim de manter o fluxo das águas. (jxy)