SECOMS desenvolverá media nos municípios

by -96 views

DÍLI- O Secretário de Estado para a Comunicação Social (SECOMS), Merício Juvinal dos Reis ‘Akara’, disse que a sua instituição se compromete a criar órgãos de comunicação social nos municípios.

Segundo Merício ‘Akara’, a existência destes órgãos nos municípios é de extrema importância para a diversificação da informação através de plataformas online e rádio streaming.

O governante referiu ainda que os diretores e a equipa técnica estão, atualmente, a iniciar os preparativos antes da criação de uma Direção Nacional de Desenvolvimento dos Media dos Municípios, uma nova direção sob a tutela da SECOMS, como previsto na delegação de competências atribuídas pelo Ministério dos Assuntos Parlamentares e Comunicação Social (MAPCOMS).

“Aguardamos a aprovação da Orgânica do MAPCOMS pelo Presidente da República. Mesmo assim, a nível técnico, os preparativos já atingem quase os 90%, abrangendo a visão, programas, atividades e termos de referência. Na realização das atividades, caso já haja os termos de referência, a equipa técnica preparará, também, os conceitos e a alocação de verbas no Orçamento Geral do Estado (OGE) de 2021”, disse Merício ‘Akara’, esta terça-feira (08/09), em comunicado de imprensa, aos jornalistas do Timor Post.

Segundo Merício ‘Akara’, a SECOMS está a colaborar com algumas autoridades municipais de modo a permitirem o processo de implementação do plano de desenvolvimento em causa.

“Pretendemos descentralizar a cobertura e o papel da comunicação social até aos municípios. Assim, os nossos cidadãos nas áreas remotas terão acesso [à informação], visto que temos dado atenção apenas a nível nacional, enquanto os municípios, postos e sucos ficam abandonados”, frisou ‘Akara’.

Merício acrescentou que a SECOMS pretende, de igual modo, coordenar-se com os órgãos estatais para que coloquem correspondentes em cada município a fim de cobrir informação até as áreas rurais que nunca foi alvo de cobertura.

“Há a RTTL, a TATOLI e as rádios comunitárias com subsídios do Estado. Coordenamo-nos com estes para que coloquem os seus agentes em cada município. A RTTL já tem colocado o seu pessoal, a TATOLI está a planear colocar os seus jornalistas, existindo já 16 estações de rádios comunitárias”, referiu.

O governante garantiu ainda que a SECOMS vai colaborar com os órgãos privados, nomeadamente o Timor Post, STL, Independente, Diário Nacional, Dili Post e outros para que possam aproveitar a informação, depois de fixado o plano.

“A SECOMS está a aguardar a aprovação do OGE de 2021 para iniciar o programa nos municípios que já reúnem as condições de implementação”, concluiu. (*/jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.