SEAC pede cooperação ao Grupo Arte Moris 

by -75 views
Secretário de Estado da Arte e Cultura (SEAC), Teófilo Caldas

Díli (Timor Post) – O Secretário de Estado da Arte e Cultura (SEAC), Teófilo Caldas, pede ao Grupo Arte Moris que coopere com o Governo e ao memo tempo cumpra com  a legislação timorense.

“Apelo aos irmãos do Grupo Arte Moris que cumpram a decisão do Governo. O Executivo propôs várias alternativas. O grupo pode, assim, escolher um dos seguintes locais: a Casa Europa, o Armazém Nacional de Bebora ou o ex-edifício do World Vision, em Caicoli”, explicou Teófilo Caldas aos jornalistas, esta quinta-feira (09/12), no Parlamento Nacional.

Para o governante, o Armazém Nacional de Bebora constitui a melhor opção para o grupo cultural.

“Importa agora disponibilizar-lhes um local que reúna as condições para acolher os seus produtos. Embora esteja num estado de degradação, o Armazém de Bebora preenche este critério. Vamos gradualmente melhorar as suas instalações. No entanto,  o Governo não pode fazer milagres”, sublinhou.

Garantiu ainda que a SEAC assumiu o compromisso de apostar no setor da arte. Contudo, “não pode ir contra a decisão das linhas ministeriais”. Defende, por isso, a cooperação de todas as partes para pôr fim a esta polémica. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.