SEAC disponibiliza 200 mil dólares para conservação de casas sagradas

by -167 views
Foto Especial

Díli (Timor Post) – A Secretaria de Estado da Arte e Cultura (SEAC) prevê, este ano, disponibilizar 200 mil dólares americanos para avançar com as obras de requalificação e reconstrução das casas sagradas timorenses.

“A SEAC continua a dar prioridade à conservação das casas sagradas, através da concessão de um fundo entre 1500 a três mil dólares americanos a clãs que pretendam apostar nas obras de requalificação e reconstrução da sua sede sagrada”, disse o Secretário de Estado da Arte e Cultura, Teófilo Caldas, na conferência de imprensa, na Praia dos Coqueiros, Díli.

O governante recorda que “a casa sagrada representa um sentimento único para os timorenses, desde a sua nascença até à sua morte. Trata-se ainda de um sentido vital e um local que simboliza o início e o fim da vida de um timorense”.

Já o Diretor-Geral do SEAC, Manuel Ximenes, revelou que foram apuradas, este ano, 82 casas sagradas a necessitarem de obras de requalificação e reconstrução, cujo  financiamento estará a cargo da SEAC num valor que oscilará entre 1500 a três mil dólares americanos.

“Classificámos o apoio em três tipos – o primeiro destina-se às obras de reconstrução, cujo valor é de três mil, o segundo refere-se à reabilitação com um montante de dois mil e o último diz respeito à cerimónia de inauguração da casa sagrada, tendo um valor de 1500 dólares americanos -. Mesmo assim, o fundo a ser concedido dependerá da proposta de cada clã”, explicou.

Segundo o diretor, as obras devem reunir determinados critérios, como a originalidade e a conservação dos materiais usados para a construção e reabilitação da casa, manutenção da utilização de colmo ou capim, madeira, entre outros materiais. “Caso contrário, não receberão qualquer apoio do Governo”. (asb)

No More Posts Available.

No more pages to load.