SEA lamenta corte do orçamento para ambiente 

by -90 views
Secretário de Estado do Ambiente, Demétrio Amaral

Díli (Timor Post) – O Secretário de Estado do Ambiente, Demétrio Amaral, considera que o corte de verbas na proposta do Orçamento Geral de Estado (OGE) de 2022 da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) pela Comissão Revisão Orçamento e Política (CROP) condicionará o investimento do Governo no setor do ambiente.

Segundo o governante, a proposta de orçamento constitui uma resiliência face a eventual ocorrência de fenómenos extremos associadas às alterações climáticas para o próximo ano. A verba proposta em cima da mesa vai contribuir para incorporar políticas de sustentabilidade ambiental  em Timor-Leste.

“A proposta da SEA é de cerca de cinco milhões de dólares. Infelizmente a CROP atribuiu-nos apenas 2,4 milhões de dólares. Este montante é escasso para fazer face às nossas pretensões. Representa um revés no investimento da proteção ambiental”, disse Demétrio Amaral ao Timor Post, no Parlamento Nacional.

Demétrio Amaral afirmou, por fim, que a redução do fundo vai pôr em causa a implementação dos programas traçados pela Secretaria de Estado do Ambiente, sobretudo no que diz respeito ao programa de proteção e conservação do ambiente. (61L)

No More Posts Available.

No more pages to load.