SEA apela a investimento da Pelican Paradise no ambiente

by -97 views

DÍLI – O Secretário de Estado do Ambiente (SEA), Demétrio Amaral de Carvalho, pediu à empresa Pelican Paradise que, no âmbito da implementação do megaprojeto a ter lugar nas zonas de Tíbar e de Tasi Tolu, investisse na preservação do ambiente.

“A Pelican Paradise está, certamente, a fazer algumas manobras que poderão danificar o nosso ambiente natural. Pedimos-lhe, como tal, que invista também no ambiente. Assim, a empresa deve possuir um mecanismo que minimize os estragos ambientais durante a implementação do projeto”, disse Demétrio, na passada sexta-feira (13/11), no Timor Plaza, em Díli.

O governante referiu ainda que a empresa em causa obteve, em novembro de 2018, uma licença ambiental que deverá ser renovada ainda este mês.

Demétrio destacou ainda a importância deste investimento para Timor-Leste (TL) e pediu, por isso, à Pelican Paradise que reunisse todas as condições para dar início à obra.

“O povo timorense está ansioso e expectante para saber se a Pelican Paradise traz ou não algumas mudanças para o nosso país. A SEA quer apenas que todo o trabalho que envolve o megaprojeto respeite o meio ambiente”, salientou.

Demétrio frisou ainda que não há nenhum investimento ou desenvolvimento no mundo que não ponha em causa questões ambientais, pelo que todo e qualquer projeto necessita de licenças ambientais com os seus respetivos procedimentos.

Jeremias Chan, o Diretor-Executivo da Pelican Paradise, disse, por seu turno, que a reunião teve por objetivo dar a conhecer a empresa à Secretaria de Estado do Ambiente, em especial no que toca ao impacto ambiental.

“Hoje o Secretário de Estado do Ambiente e os seus departamentos pediram à Pelican Paradise que apresentasse a todos os cidadãos timorenses um plano detalhado sobre o investimento em Tíbar e Tasi Tolu”, explicou Jeremias Chan, aos jornalistas, à margem do seu encontro com o SEA, no Timor Plaza, em Díli.

Segundo o responsável da empresa, “o total investido neste projeto é de 700 milhões de dólares americanos”. (jho)

No More Posts Available.

No more pages to load.