SAMES inicia testes de refrigeração para armazenamento da vacina AstraZeneca 

by -43 views

DÍLI- O Serviço Autónomo de Medicamentos e Equipamentos de Saúde (SAMES) deu esta sexta-feira (12/03) início ao teste de refrigeração, antes do armazenamento das vacinas da AstraZeneca contra a covid-19.

“Já instalámos todos os sistemas da cadeia de refrigeração. Agora, estamos a realizar os devidos testes nestes lugares durante uma semana. Caso não detetemos nenhuma falha, poderemos então utilizá-los”, afirmou o Diretor do SAMES, Santana Martins, em KamPung Alor, Díli.

Segundo o dirigente, a instituição não possuiu apenas este género de refrigeração, mas tem outros de reserva.

“Neste início de ano, temos estado a envidar esforços para que sejam instalados os sistemas de refrigeração em algumas regiões e na Região Administrativa de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA). Assim, logo que chegue a vacina, o SAMES estará devidamente preparado”, disse.

O diretor adiantou ainda que Timor-Leste receberá como o indicado 20% das vacinas de forma faseada, fruto das limitações da capacidade de refrigeração.

“O país dispõe dos requisitos para receber os tais 20% das vacinas da AstraZeneca. Numa primeira fase, receberá 3%. Depois da sua distribuição, poderemos receber mais vacinas. Temos espaço para reunir entre 3% a 15 % das vacinas”, afirmou.

 De acordo com o dirigente, além das ditas cadeias de refrigeração a serem preparadas, o SAMES possui também frigoríficos para armazenar no frio a vacina.

Questionado sobre os cortes constantes de eletricidade em todo o território, Santana Martins respondeu que já discutiu o assunto junto da equipa da Eletricidade de Timor-Leste (EDTL) na tentativa de procurar uma solução que ponha fim ao problema.

“Devemos dar particular atenção ao gerador do SAMES, pelo que importa assegurar a sua manutenção. Assim, no caso de haver cortes de eletricidade, poderemos utilizar estes geradores. Temos neste momento, um gerador automático. Se houver cortes, este aciona automaticamente em poucos segundos. É importante garantir a sua manutenção diária”, acrescentou.

Recorde-se que o SAMES iniciou, no passado dia 26 de fevereiro, a instalação do sistema de refrigeração nos diferentes municípios para armazenar a primeira leva da vacina AstraZeneca.

“Hoje, começa a ser instalado o sistema de refrigeração para o armazenamento das vacinas. É preciso algum tempo. Desde o início da pandemia de covid-19, em março de 2020, começámos a tratar da aquisição de novos equipamentos para a refrigeração”, afirmou o Diretor do SAMES, Santana Martins, em Kampung Alor, Díli.

“Estamos a preparar todas as condições para receber com toda a cautela os 20% da vacina. Apesar de termos duas câmaras frigoríficas nos armazéns centrais, reconhecemos que estes estão já antiquados. Foram instaladas em 2004. São, por isso, necessárias novas câmaras”, destacou.

O Diretor da Startec Enterprises, Kim Cia, lembrou, por sua vez, que há vários anos que a empresa trabalha com o SAMES na instalação de sistemas de refrigeração.

“Foi o SAMES que recomendou ao Fundo das Nações Unidas para a Infância a instalação de um sistema de refrigeração que permite conservar a vacina contra a covid-19 durante um determinado tempo”, acrescentou. (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.