Reitor da UNPAZ defende revitalização do setor do turismo

by -25 views

DÍLI – O Reitor da Universidade da Paz (UNPAZ), Adolmando Amaral, sugeriu ao Executivo que desse um novo impulso ao desenvolvimento do setor do turismo após o término do estado de emergência.

“O estado de emergência já terminou, pelo que devemos seguir em frente. O Governo deve dar enfoque ao desenvolvimento turístico, pois é um dos principais indicadores do investimento privado”, afirmou o Reitor da UNPAZ, em declarações aos jornalistas, no passado sábado (27/06), em Manleuna.

Adolmando Amaral pediu ainda aos governantes, responsáveis pelo setor turístico, que apostassem nesta área, cooperando com os parceiros de desenvolvimento de modo a alcançar os objetivos do Plano Estratégico de Desenvolvimento de Timor-Leste para 2030.

EUA apoiam TL na recuperação da economia e turismo

Segundo um comunicado da Embaixada dos Estados Unidos da América (EUA) em Timor-Leste a que este jornal teve acesso, a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID, em inglês), através do projeto – Turismo Ba Ema Hotu (TBEH), pretende apoiar o Governo e os empresários timorenses na revitalização do turismo, fortemente afetado pela crise pandémica provocada pela covid-19.

O projeto pretende apoiar as pequenas e médias empresas e ligá-las à indústria turística internacional.

De acordo com o documento, com base em entrevistas realizadas a operadores de turismo do país, principalmente a agências de mergulho, artesãos e unidades hoteleiras, o TBEH identificou três pilares de recuperação da crise – a promoção, recuperação e preparação para o futuro.

O projeto pretende, além disso, avançar com a “Iniciativa de Recuperação do Turismo de Timor-Leste”, apoiando o Ministério do Turismo, Comércio e Indústria (MTCI) a reverter a tendência de desaceleração do setor verificada nos últimos tempos.

O projeto TBEH abrange, entre outros, uma campanha para o crescimento do turismo endógeno, criação de uma linha consultiva para as pequenas e médias empresas e a colaboração com instituições de microfinanças na melhoria do acesso ao financiamento.

“O objetivo do apoio prestado ao MTCI, orçado em 1,5 milhões de dólares, é implementar uma estratégia de turismo nacional, atraindo anualmente 200 mil turistas durante os próximos dez anos, medida esta que visa garantir o aumento do rendimento do país. A criação de indústria turística é um indicador crucial para diversificar a economia e desenvolver Timor-Leste, visto que está dependente do petróleo”, como refere o documento.

A Embaixadora dos EUA, Kathleen Fitzpatrick, disse, por sua vez, que o projeto TBEH se trata de um exemplo a seguir no apoio ao combate aos efeitos da covid-19 em Timor-Leste.

“Os EUA mantêm o seu compromisso na concessão de apoio global. Em Timor-Leste, adaptamos os programas previamente definidos para colmatar os diferentes problemas que assolam o país, através de um financiamento a rondar os 1,5 milhões de dólares”, concluiu. (jxy)