Regressarão ao país 56 estudantes indonésios no próximo dia 20 de janeiro

by -70 views

Díli – O Governo timorense abrirá, a 20 de janeiro, durante cerca de duas horas, as fronteiras terrestres para permitir a entrada de 56 estudantes indonésios no país. Os cidadãos encontram-se atualmente no consulado de Timor-Leste em Atambua, na Indonésia, revelou o Vice-Ministro do Interior, António Armindo.

“Decidimos abrir as fronteiras terrestres, mas só para deixarmos entrar os nossos estudantes, pois estão agora concentrados no consulado timorense, em Atambua. O seu regresso foi autorizado e decidido pelos ministérios do Interior, dos Negócios Estrangeiros e Cooperação e da Saúde”, avançou, na sexta-feira (15/01), após a audiência com o Primeiro-Ministro, no Palácio do Governo.

O responsável garantiu que os estudantes vão cumprir com todas as medidas de prevenção da Covid-19 impostas pelas autoridades de saúde timorenses de modo a travar uma transmissão local em Timor-Leste.

“Estes jovens têm de entrar logo em quarentena, depois de chegarem ao país, cumprindo com as nossas regras de saúde pública”, assegurou.

Questionado sobre o objetivo do seu encontro com o Chefe do Governo, António Armindo explicou que a reunião visou informar o Primeiro-Ministro sobre as estratégias de segurança do país, principalmente no que toca ao plano de segurança nas fronteiras terrestres e marítimas para garantir a tranquilidade do povo no período pandémico da Covid-19.

O vice-ministro mostra-se ainda preocupado com o número reduzido de elementos da Unidade de Patrulhamento das Fronteiras (UPF) da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL). Disse, contudo, que tinha apresentado a questão ao Comandante-Geral da PNTL.

 “Como é sabido, as entradas ilegais poderão trazer maior risco para o nosso país. Peço, por isso, a todos os cidadãos que tenham consciência para impedir quaisquer movimentos ilícitos”, pediu. (kyt)

No More Posts Available.

No more pages to load.