Reabilitação do Aeroporto de Comoro não é prioritária

by -260 views
Foto Espesial

DÍLI (Timor Post)- O coordenador da ONG La’o Hamutuk (LH), Celestino Gusmão, disse que o projeto de reabilitação do Aeroporto Internacional Nicolau Lobato de Comoro não constitui ainda uma prioridade numa altura em que a população timorense vive dias conturbados em resultado da crise sanitária provocada pela covid-19.

Celestino Gusmão falava na terça-feira (05/10), ao diário Timor Post, via telefone.

“Estou preocupado com o facto de o Executivo timorense manifestar interesse em reabilitar o aeroporto de Comoro, quando a população nas áreas remotas vive em condições miseráveis. Acho que a obra não é prioritária, com a agravante de ser efetuada com dinheiro emprestado. O que vale esta infraestrutura se a maioria da população não a vai usar por falta de meios financeiros?”, questionou.

Segundo o coordenador do LH, o Governo deveria dar particular ênfase a setor-chaves para a comunidade, como a canalização de água, construção e manutenção de estradas, educação ou saúde.

Disse sentir-se triste com as últimas decisões avançadas pelo Governo por não irem ao encontro das necessidades da comunidade em geral.

“O Estado preocupa-se com megaprojetos que a maioria da população não poderá usufruir. Já temos demasiados aeroportos, como os de Comoro, Suai e Oe-Cússe. Quantos aviões é que aterram diariamente, sobretudo em tempo da crise pandémica. Por que não investimos em setores produtivos? Se emprestarmos dinheiro, temos de planear o seu pagamento e os juros. Será que o Governo dispõe ou não de dinheiro?” insistiu.  (61L)

No More Posts Available.

No more pages to load.