Quarenta e quatro timorenses em tratamento no estrangeiro

by -167 views

DÍLI – Nílton da Silva, Diretor Nacional dos Serviços de Apoio Hospitalar (DNSAH) do Ministério da Saúde (MS), revelou que o Governo transferiu 44 pacientes para diversas unidades hospitalares no estrangeiro a fim de receberem tratamento médico.

Segundo o diretor, a maioria destes doentes sofre de cancro, embora haja outros que necessitam de tratamento de hemodiálise.

“Enviámos inicialmente 43 pessoas e há pouco mandámos mais uma, uma médica. A maioria destes pacientes está internada em Bali [Indonésia] e dois em Singapura”, disse Nílton da Silva, na passada quinta-feira (16/07), aos jornalistas, no seu local de trabalho, em Caicoli, Díli.

Nílton explicou ainda que as verbas alocadas para o tratamento dos pacientes cobrem os custos dos hospitais e despesas operacionais.

“Os custos operacionais estão mais ligados às vidas dos pacientes, incluindo ao alojamento para os familiares que os acompanham durante a estadia no estrangeiro”, salientou.

O diretor referiu ainda que o MS já respondeu à carta do Hospital Siloan de Jacarta, na Indonésia, relativa à demora do pagamento de dívidas pelo Governo timorense, sublinhando que o atraso se deveu ao regime duodecimal. Apesar deste contratempo, Nílton enalteceu a atuação do Ministério da Saúde que soube, entretanto, resolver o impasse.

“Sim recebemos a carta ontem. Já respondemos e o pagamento foi feito. Temos cooperado com o Hospital de Siloan. Avisou-nos na altura que poderia tolerar o atraso até um mês. Caso contrário, este atraso causaria efeitos negativos à sua gestão”, concluiu Nilton da Silva. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.