Proibição de matrículas em Díli de alunos dos municípios “viola direitos humanos”

by -383 views
Coordenador do TLCE, José Monteiro

Díli (Timor Post) – A Organização Não Governamental da Coligação para a Educação de Timor-Leste (TLCE, em inglês) considera que a circular do Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD) que proíbe os alunos de outros municípios de se matricularem nas escolas de Díli “viola os direitos humanos”.

“O MEJD viola as convenções dos direitos humanos e de acesso a educação. O ministério não tem direito de impedir a escolha dos estudantes. Escolher é um direito da educação”, afirmou o Coordenador do TLCE, José Monteiro, ao Timor Post, esta segunda-feira (17/01), em Caicoli.

Para José Monteiro, esta medida não garante a qualidade de ensino, mas contribui para o aumento do abandono escolar.

“É importante que o MEJD aposte na qualidade das infraestruturas, no recrutamento e na capacitação de professores para garantir a qualidade de ensino, em vez de proibir os alunos de outros municípios de se matricularem em Díli. Para onde é que vão estudar?”, questiona. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.