PNUD, KOIKA e CI apoiam AJTL com equipamentos de proteção e guia de reportagem sobre covid-19  

by -42 views

DÍLI- O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Agência de Cooperação Internacional da Coreia (KOIKA, em inglês) e o Conselho de Imprensa (CI) apoiaram, esta quinta-feira (21/05), a Associação de Jornalistas de Timor Lorosa’e (AJTL) com equipamentos de proteção individual para a covid -19 e um guia de reportagem sobre a doença.

A Presidente da AJTL, Zevónia Vieira, destacou a necessidade destes equipamentos de proteção individual para a prevenção do novo coronavírus na cobertura jornalística.

“Queremos agradecer ao PNUD e KOIKA, que apoiam com equipamentos de proteção os jornalistas timorenses na cobertura em situações críticas do coronavírus. Estas organizações prestam atenção aos jornalistas. Esperamos que estes equipamentos nos possam ajudar no trabalho e possamos manter as precauções nos locais de risco”, afirmou.

A dirigente sindical lembrou ainda que os jornalistas são também profissionais na linha da frente no combate à covid-19.

“Os jornalistas fazem parte das equipas da linha frente, pois fazem cobertura sobre assuntos que o público quer conhecer, nomeadamente sobre a situação que neste momento estamos a enfrentar. Ajudamos o Estado e o povo, divulgando informações educativas sobre a prevenção da covid-19”, sublinhou.

Já a Representante do PNUD em Timor-Leste, Tuya Altangerel, referiu a necessidade de se assegurar a liberdade de imprensa e expressão.

“Elogio o compromisso do Estado em assegurar a liberdade de imprensa e orgulho-me também da luta dos jornalistas para a liberdade de imprensa e de expressão em Timor-Leste”, disse.

Tuya Altangerel elogiou ainda o trabalho dos jornalistas no combate ao novo coronavírus no país.

“No período da covid-19, a vossa dedicação para servir o público, através de informações credíveis, com equilíbrio e responsabilidade, contribui para a prevenção do coronavírus”, afirmou.

Também a Representante da KOIKA em Timor-Leste, Hanul Park, referiu a responsabilidade dos profissionais de órgãos de comunicação social na divulgação de informação sobre a covid-19.

“É precisa responsabilidade dos jornalistas durante a crise provocada pela covid-19. Devem, por isso, dar informações com imparcialidade e objetividade”, disse, acrescentando que é preciso lutar contra as informações falsas.

Também o Presidente do CI, Virgílio Guterres, referiu o esforço da AJTL na prevenção da covid-19 entre os jornalistas.

“Quero elogiar os esforços da AJTL para proteger aos seus membros, sobretudo nesta situação difícil. Quando usamos os termos “linha frente’, estes referem-se a uma situação de conflito, mas a covid-19 não é igual a outros conflitos, onde se usa os termos ‘linha de fogo’. Não conhecemos o nosso inimigo, pois é invisível. Estes equipamentos dados pelo PNUD e KOIKA são um colete à prova de bala para esta situação”, disse.

O presidente do CI pediu também aos jornalistas profissionalismo na transmissão de informação credível e consequente combate ao coronavírus. (isa)

 

No More Posts Available.

No more pages to load.