PNUD apoia com 500 mil dólares formações de SECooP

by -19 views

DÍLI – O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) apoia a Secretaria de Estado de Cooperativas (SECooP), o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento Empresarial (IADE) e a Agência de Desenvolvimento de Timor-Leste (ETDA, em inglês) com uma verba de 500 mil dólares americanos para disponibilizarem várias formações a cooperativas e jovens.

A representante do PNUD em Timor-Leste, Munkhtuya Altangerel, disse que a parceria estabelecida entre estas três entidades visa apoiar atividades nos domínios cooperativo, empresarial, entre outras, no sentido de serem criados postos de trabalho.

“Estamos satisfeitos com esta parceria entre a SECooP, o IADE e a ETDA. Estas instituições apoiam as cooperativas, atividades empresariais e outras que criam emprego”, afirmou Munkhtuya Altangerel, esta sexta-feira (05/03), após assinatura de um memorando de entendimento, na ETDA.

A dirigente referiu ainda que o plano desenvolvido pelo PNUD cobre ao todo 120 cooperativas em todo território e cerca de 300 empregos do setor informal no enclave de Oé-Cusse, salientando que esta parceria tem como objetivo desenvolver as pequenas e microempresas.

“Demos já 500 mil dólares americanos, enquanto o Ministério das Finanças financiou igualmente 500 mil dólares. Este montante encontra-se atualmente depositado no Banco Central de Timor-Leste (BCTL)”, referiu.

A responsável revelou ainda que o PNUD possui um pequeno fundo para conceder crédito às cooperativas com juros de 3% ao mês.

Já o Secretário de Estado de Cooperativas, Elisário Ferreira, disse que o objetivo principal do memorando de entendimento é responsabilizar a SeCooP pela educação dos membros da cooperativa, o IADE para motivar os empresários e a ETDA para promover o trabalho dos jovens no setor do ecoturismo.

“Precisamos de levar a cabo uma formação adequada aos cooperantes e, ao mesmo tempo, motivar os empresários. Quanto à ETDA, pretende incentivar os jovens a trabalharem no setor do ecoturismo”, sublinhou.

Elisário Ferreira destacou ainda a importância da assinatura do memorando de entendimento no desenvolvimento da economia de Timor-Leste.

O diretor da Agência de Desenvolvimento de Timor-Leste (ETDA, em inglês), Januário Mok, disse, por seu turno, que o papel desta agência é facultar aos jovens formações nas áreas do turismo e da hospitalidade para que possam dar o seu contributo no processo de desenvolvimento do país.

“Assinámos o memorando de entendimento. Com este documento, a ETDA irá promover ações de formação nas vertentes do turismo e da hospitalidade a terem lugar quer em Hera quer em Maubara”, afirmou.

De acordo com os dados da ETDA, a instituição formou já mais de 300 pessoas, sendo que 80% já conseguiram um trabalho. (jho)