PNTL:  Primeiros vacinados contra covid-19 serão 100 polícias

by -10 views
Comissário Faustino da Costa

DÍLI – O Comandante-Geral da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL), o Comissário Faustino da Costa, informou que a instituição decidiu que 100 dos efetivos receberão a primeira dose da vacina contra a covid-19 logo no primeiro dia da campanha de vacinação a ter lugar em todo o território.

“Determinámos que 100 agentes policiais irão receber a vacina logo no primeiro dia”, disse Faustino, esta terça-feira (23/02), aos jornalistas, no Centro de Formação Policial, em Comoro, Díli,

Segundo o comandante-geral, a PNTL e seus efetivos reconhecem a importância da administração da vacina para se tornarem imunes.

“Para a PNTL, enquanto instituição do Estado, não há meio termo. Ou quer ou não quer’. Quem trabalha, dia e noite, à semelhança dos profissionais da saúde, é a polícia. A vacina é, como tal, crucial para garantir as condições de saúde dos nossos agentes”, frisou o comandante.

O responsável referiu, entretanto, que a equipa da PNTL irá colaborar com o Ministério da Saúde (MS) para confirmar se os agentes com diferentes patologias podem ou não ser vacinados.

“A administração da primeira vacina envolverá os polícias do Comando-Geral e os destacados nas áreas fronteiriças, sem exceção, visto que estes enfrentam o risco de contágio todos os dias. Aos que estiverem doentes, na altura da vacina, tentaremos saber junto do MS se podem ou não ser vacinados”, sublinhou Faustino da Costa.

Esclareceu ainda que vários membros da PNTL foram destacados para as zonas fronteiriças dos municípios de Covalima e Bobonaro, incluindo a Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA) para reforçarem as medidas de segurança e de controlo.

“Temos mais de 500 efetivos destacados nas fronteiras, como os agentes das unidades de Patrulhamento das Fronteiras, da Polícia Marítima e Especial da Polícia. Garanto que o programa de vacinação será um sucesso, pois contará com o apoio de todos, especialmente com a ajuda suplementar da polícia” frisou.

A chefe do Departamento de Promoção da Saúde, Misliza Vital, informou, por seu turno, que o MS em parceria com a Organização Mundial de Saúde (OMS) têm promovido ações de sensibilização junto das instituições do Estado de forma a divulgarem as vantagens da vacina.

“A vacina contra o novo coronavírus que chegará em breve ao país tem por objetivo proteger as pessoas face à uma eventual transmissão local. Sugiro, por isso, a todos os cidadãos, em especial aos agentes da PNTL, que não sejam influenciados pelos boatos e rumores divulgados recentemente nas redes sociais”, explicou.

Já o Chefe de Estado-Maior das FALINTIL-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), o coronel Calisto dos Santos ‘Coliati’, tinha antes manifestado a vontade de ser o primeiro a ser vacinado pelo MS.

‘Coliati’ afirmou, de igual modo, a prontidão dos efetivos das F-FDTL em receberem a primeira dose da vacina logo no arranque do Plano Nacional de Vacinação Contra a Covid-19.

“Os militares estão prontos para serem vacinados em qualquer altura, visto que a vacina é importante para conter a pandemia que atualmente preocupa toda a gente no mundo”, disse Calisto dos Santos, esta terça-feira (23/02), aos jornalistas no Quartel-General das F-FDTL, em Fatu-Hada, Díli.

Questionado sobre a cooperação entre o MS e a OMS na realização de ações de sensibilização junto das F-FDTL sobre a vacina, ‘Coliati’ defendeu a necessidade imperiosa desta ação para melhorar a compreensão dos militares sobre a importância de serem inoculados, salientando que se trata de uma questão de saúde pública. (jxy/res)