PNTL pede a líderes do GAM que contribuam para estabilidade do país

by -108 views

DÍLI – O Comando do Município de Díli da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) pediu aos líderes do Grupo de Artes Marciais (GAM) que contribuíssem para a estabilidade do país.

A declaração foi proferida pelo Segundo Comandante do Município de Díli desta instituição, o Superintendente Euclides Belo, na sequência da divulgação de vários vídeos nas redes sociais que mostram agressões a envolverem um destes grupos, além de incidentes, como esfaqueamento, apedrejamento e disparo entre grupos organizados, ocorridos na semana passada, em Díli.

“Recebemos informações de que a situação do país se encontra atualmente instável e sem paz por causa da ocorrência de diversos distúrbios desencadeados por elementos do GAM. O Comando da PNTL dará, como tal, ordem às autoridades comunitárias para efetuarem ações de sensibilização e de informação junto dos líderes das artes marciais por forma a não criarem mais instabilidade”, disse Euclides Belo aos jornalistas, esta quarta-feira (24/03), no seu local de trabalho, em Caicoli.

Fez, por isso, um apelo aos jovens que deixassem de divulgar vídeos nas redes sociais que acabam por intimidar a população.

“O Comando do Município de Díli da PNTL mantém as diligências no terreno para identificar os indivíduos responsáveis pela publicação dos ditos vídeos nas redes sociais. Quando estes forem apanhados, serão processados de acordo com a lei”, referiu.

Acrescentou que, apesar de as forças de segurança cumprirem a lei da Comissão Reguladora das Arte Marciais (CRAM), não toleram quaisquer ações de vandalismo que provocam a instabilidade no país.

“Os jovens têm de cumprir as regras previstas já na lei da CRAM. Não podem ameaçar nem entrar em ofensas, porque estamos, neste momento, empenhados na luta contra a covid-19”, concluiu. (jxy)

No More Posts Available.

No more pages to load.