PNTL demitirá agentes que fazem juramentos do KHUNTO

by -37 views

DÍLI – O Comando Municipal de Díli da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) garante que demitirá os agentes policiais que fazem juramentos do partido Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan (KHUNTO) e do grupo de artes marciais Kmanek Oan Rai Klaran (KORK).

 Segundo o Comandante-Geral da PNTL, o Comissário Faustino da Costa, o Comando recebeu informações sobre o envolvimento de alguns agentes em atividades deste partido.

“O próprio comando já recebeu o nome de dois membros da polícia. Serão chamados para darem justificações”, disse, após a cerimónia de entrega de trabalho aos novos comandantes municipais de Díli e Baucau.

Faustino da Costa recordou igualmente que a PNTL é uma instituição pública.

“A PNTL é uma instituição do Estado. Não é partidária para que os seus membros se envolvam no partido A ou B”, afirmou.

O comissário pediu, como tal, aos agentes que cumprissem a sua própria missão, visto que a PNTL tem “como filosofia manter a disciplina, a única cultura da instituição implementada sem restrições”.

“É a instituição do Estado e do Povo. Caso o comando receba informações sobre o vosso envolvimento num partido, cuidado! Serão imediatamente expulsos”, alertou.

Faustino da Costa insistiu, por isso, junto dos comandantes da unidade e dos agentes policiais que evitassem este tipo de comportamento, como o envolvimento em grupos de artes marciais.

O Comandante-Geral insistiu também que, apesar de o Executivo ter reativado os grupos de artes marciais, a tolerância é zero para o envolvimento das forças de defesa e segurança, F-FDTL e PNTL, nestes grupos.

“O Comando não tolerará este ato. Dou a conhecer a informação, porque ouvi dizer que um ou outro treinam artes marciais e os outros polícias não dizem nada. Precisamos de compreender para que não envolvamos em partidos nem em grupos de artes marciais”, concluiu. (res)