PNTL demitirá agentes que fazem juramentos do KHUNTO

by -43 views

DÍLI – O Comando Municipal de Díli da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) garante que demitirá os agentes policiais que fazem juramentos do partido Kmanek Haburas Unidade Nasional Timor Oan (KHUNTO) e do grupo de artes marciais Kmanek Oan Rai Klaran (KORK).

 Segundo o Comandante-Geral da PNTL, o Comissário Faustino da Costa, o Comando recebeu informações sobre o envolvimento de alguns agentes em atividades deste partido.

“O próprio comando já recebeu o nome de dois membros da polícia. Serão chamados para darem justificações”, disse, após a cerimónia de entrega de trabalho aos novos comandantes municipais de Díli e Baucau.

Faustino da Costa recordou igualmente que a PNTL é uma instituição pública.

“A PNTL é uma instituição do Estado. Não é partidária para que os seus membros se envolvam no partido A ou B”, afirmou.

O comissário pediu, como tal, aos agentes que cumprissem a sua própria missão, visto que a PNTL tem “como filosofia manter a disciplina, a única cultura da instituição implementada sem restrições”.

“É a instituição do Estado e do Povo. Caso o comando receba informações sobre o vosso envolvimento num partido, cuidado! Serão imediatamente expulsos”, alertou.

Faustino da Costa insistiu, por isso, junto dos comandantes da unidade e dos agentes policiais que evitassem este tipo de comportamento, como o envolvimento em grupos de artes marciais.

O Comandante-Geral insistiu também que, apesar de o Executivo ter reativado os grupos de artes marciais, a tolerância é zero para o envolvimento das forças de defesa e segurança, F-FDTL e PNTL, nestes grupos.

“O Comando não tolerará este ato. Dou a conhecer a informação, porque ouvi dizer que um ou outro treinam artes marciais e os outros polícias não dizem nada. Precisamos de compreender para que não envolvamos em partidos nem em grupos de artes marciais”, concluiu. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.