PNTL continua a deter cidadãos que entram ilegalmente na fronteira

by -105 views

DÍLI – A Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) vai continuar a proceder à detenção de todos os cidadãos que entrarem ilegalmente nas fronteiras terrestres.

O Comandante-Geral da PNTL, o Comissário Faustino da Costa, disse que a polícia continuará a agir em conformidade com as normas do estado de emergência.

“Pretendemos criminalizar todos os cidadãos que entram ilegalmente na zona fronteiriça”, disse Faustino da Costa, aos jornalistas, esta quarta-feira (03/02), em Fatuhada.

O comissário afirmou ainda que, ao abrigo do estado de emergência, qualquer cidadão que entre ilegalmente por via terrestre deverá cumprir, durante 14 dias, a quarentena. Sublinhou, no entanto, que, caso o resultado dê negativo, o cidadão em causa será detido pela polícia durante 72 horas.

“Depois de cumprirem a quarentena e não tiverem quaisquer sintomas, a PNTL avançará de imediato com um o processo criminal, detendo-os até 72 horas na cela”, referiu.

O dirigente apelou ainda à comunidade que, caso decida acolher passageiros que entraram ilegalmente na fronteira, deverá de igual modo cumprir a quarentena, pagando toda a alimentação do seu próprio bolso.

“Ao identificarmos famílias que recebem algumas pessoas que entraram ilegalmente, estas deverão também estar em quarentena obrigatória e pagarem do seu próprio bolso toda a alimentação”, concluiu. (jxy)

No More Posts Available.

No more pages to load.