PN propõe a Governo aumento salarial para forças de segurança na fronteira

by -33 views

Díli- Os deputados no Parlamento Nacional propuseram ao Governo que fosse aumentado o salário das forças de segurança nas fronteiras terrestres, designadamente da Unidade de Patrulhamento de Fronteira (UPF), Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) e das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL).

“Os deputados pediram que o salário dos elementos afetos às forças de segurança fosse aumentado e fossem asseguradas verbas destinadas à distribuição de bens alimentares a todos os agentes destacados na zona fronteiriça”, afirmou o Vice-Ministro do Interior, António Armindo, na passada quinta-feira (03/12), no plenário do PN.

O Vice-Ministro do Interior recordou também que a proposta de fazer subir os vencimentos dos elementos em causa se trata de um assunto que diz respeito somente ao Ministério do Interior, cabendo-lhe discutir e agendar uma reunião com o Conselho de Ministros.

“Vamos primeiro discutir o assunto e a seguir apresentaremos a proposta final em Conselho de Ministros”, afirmou.

Já o deputado Luís Roberto da Silva questionou o atraso da entrega de bens alimentares às forças de segurança destacadas nas zonas fronteiriças, facto que condiciona todo o seu trabalho no que toca ao desenvolvimento das operações de controlo e de vigilância.

O governante reconheceu que, apesar de ter existido um certo atraso na distribuição dos alimentos, foi possível fazer chegar, em outubro, a todos os elementos o arroz.

“A 27 de novembro, conseguimos entregar o arroz às UPF e F-FDTL que desempenham funções nos diferentes postos fronteiriços, ainda que o mesmo tivesse chegado atrasado”, reconheceu.

O deputado Duarte Nunes da bancada do CNRT, sugeriu, por seu turno, ao Ministério do Interior que providenciasse medidas que melhorem as condições dos postos onde estão atualmente destacados os efetivos da UPF.

O governante reconheceu que, embora a questão tenha deixado apreensiva toda a população, a instituição prevê em 2021 alocar verbas destinadas à reabilitação dos postos fronteiriços.

O governante garantiu também que o Estado pretende criar 12 novos postos afetos à UPF na linha fronteiriça. (kyt)

No More Posts Available.

No more pages to load.