Parlamento aprova por unanimidade voto de pesar por morte de Ma’huno

by -98 views
Foto Especial

Díli (Timor Post) – O Parlamento Nacional aprovou, nesta segunda-feira (27/09), por unanimidade um voto de pesar pelo falecimento de um dos líderes da luta pela independência timorense José António Gomes da Costa Ma’huno Bulerek Kharanthayano.

O plenário aprovou o voto de pesar como última homenagem ao veterano Ma´Huno com 53 votos a favor.

Na sua intervenção, a deputada Virgínia Ana Belo da bancada do Congresso Nacional da Reconstrução de Timor (CNRT) afirmou que o partido perdeu um líder que inspirou os seus seguidores na criação do programa e política do CNRT.

“Timor-Leste está de luto por perder um dos grandes heróis da resistência timorense. O companheiro Ma’huno mostrou sempre firmeza na luta pela libertação do país”, recordou.

O Presidente da Bancada da FRETILIN, Francisco Miranda Branco, considerou Ma’huno uma figura única e exemplar na história timorense e lembrou que foi fundador da Associação Social Democrata Timorense (ASDT) que posteriormente se converteu à FRETILIN.

“Mesmo que tenha sofrido os efeitos de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), Ma’huno conseguiu acompanhar a independência de Timor-Leste durante duas décadas”, referiu.

Também Maria Angelina Sarmento Lopes da bancada do Partido Libertação Popular (PLP) afirmou que o ‘saudoso’ “era uma pessoa que evidenciava bravura e resistência na luta pela libertação nacional e um líder inspirador ao povo timorense”.

“Apesar de o corpo do combatente partir, o seu espírito permanece entre nós. Temos de continuar a preservar a sua obra e os valores que nos deixou”, afirmou.

O Presidente da Bancada do Partido Democrático (PD), António da Conceição, recordou ainda que o falecido “foi um dos arquitetos da independência do país”.

“Hoje estamos aqui sentados como deputados fruto do sacrifício dos veteranos que lutaram bravamente pela independência. Apesar da libertação do país ter sido alcançada, a libertação do povo mantém-se em curso”, referiu.

António de Sá Benevides da bancada do Partido Unidade Desenvolvimento Democrático (PUDD) pediu, por fim, aos timorenses que unissem esforços para valorizar toda a obra deixada pelo saudoso, dando o seu contributo para o desenvolvimento do país.

“Estamos tristes por perdemos um herói humilde, simples e respeitado por todos os quadrantes no país”, concluiu. (kyt)

No More Posts Available.

No more pages to load.