OMS apela a MS que dê prioridade a saúde mental

by -59 views

Díli – A Organização Mundial da Saúde (OMS) apelou ao Ministério da Saúde (MS) que desse prioridade à Direção Nacional de Prestação de Saúde, principalmente à saúde mental, dado que, segundo uma estimativa da OMS, apenas 2% dos timorenses recebem cuidados nesta área, embora o número real de pessoas com distúrbios mentais seja bem mais elevado.

“Sugerimos que o MS dê prioridade à prestação dos serviços de saúde, sobretudo à saúde mental”, afirmou o assistente do Programa de Controlo das Doenças Não Transmissíveis, Saúde Mental e do Tabaco, Leoneto Soares Pinto, aos jornalistas, na quarta-feira (14/10), no Hospital Nacional Guido Valadares.

O responsável pediu ainda ao Governo que desse primazia ao trabalho dos profissionais de saúde. Elogiou, contudo, o Executivo timorense pelo encaminhamento de doentes para a clínica de Laclubar, no Município de Manatuto.

Leoneto Pinto recordou igualmente que a OMS pretende apoiar o Governo na sua política de desenvolvimento do plano estratégico da saúde mental nos próximos cinco anos e os médicos especialistas desta área, garantindo-lhes, assim, o acesso a estes cuidados de saúde. (mj1)

No More Posts Available.

No more pages to load.