Mulheres e crianças vítimas não fazem queixa

by -100 views
ilustração

DÍLI (Timor Post) – A Confederação de Sindicatos de Timor-Leste (CSTL) disse que a esmagadora maioria das mulheres e crianças vítimas de violência doméstica não apresenta queixa às autoridades competentes por receio de represálias.

O presidente da CSTL, Almério Vila Nova, afirmou que as entidades responsáveis devem preocupar-se  com a atual situação que atinge um número significativo de mulheres e crianças vítimas de agressões nos lares familiares.

A maioria, como refere o responsável, esconde o problema por ter medo de represálias. Para contornar este cenário, as organizações que defendem os direitos humanos devem estar atentos à situação, adotando medidas concretas que visam  eliminar a violência doméstica.

“Na maioria das vezes, as mulheres e crianças não têm coragem de apresentar queixa logo após o crime ter sido cometido no seio familiar. Talvez sejam pressionados a não fazê-lo”, disse Almério Vila Nova aos jornalistas, na passada sexta-feira (26/11), em Lecidere.

O responsável pediu ainda às entidades competentes que adotem medidas adequadas com vista a proteger as vítimas de violência sexual, lembrando que a persistência dos maus-tratos acaba por originar danos psicológicos às vítimas.

Na mesma linha, o Procurador-Geral da República (PGR), José Ximenes, tinha antes alertado as entidades competentes para  a necessidade de serem tomadas medidas urgentes de forma a reduzir o número de vítimas de violência doméstica.

O procurador recordou, entretanto, que a procuradoria tinha já criado o departamento “Proteção da Família e dos Menores” para garantir o atendimento a casos contra as crianças e mulheres.

Segundo os dados da procuradoria, entre 2014 e 2018, registou-se uma subida gradual do número de casos de violência sexual –  182 casos em 2014, 206 em 2015, 219 em 2017 e 235 em 2018.

Já o Juiz Administrador do Tribunal Distrital de Díli (TDD), Afonso Carmona, revelou que entre os casos registados no tribunal, 25% reportam-se ao crime de violência doméstica contra as mulheres e crianças. (jxy)

No More Posts Available.

No more pages to load.