MS quer impor de novo medidas restritivas de prevenção da covid-19

by -143 views
Odete Freitas Belo

DÍLI (Timor Post) – O Ministério da Saúde (MS) pretende impor de novo medidas restritivas de prevenção da covid-19 para impedir a entrada da nova variante Ómicron no país, garantiu a líder da tutela, Odete Freitas Belo, aos jornalistas, esta terça-feira (30/11), em Campo Alor.

A declaração surgiu na sequência de a Organização Mundial de Saúde ter anunciado a existência desta variante, além de se ter registado nos últimos dias os primeiros casos da Ómicron no país vizinho australiano.

Odete Belo defende, como tal, a eventual aplicação de novas medidas restritivas de contenção do novo coronavírus, como o confinamento obrigatório, a cerca sanitária e o encerramento da circulação aérea e terrestre.

“Temos de antecipar cenários futuros, porque se registaram já casos da nova variante Ómicron na Austrália”, afirmou.

A governante não escondeu também a sua preocupação relativa ao possível surgimento desta nova variante em Timor-Leste.

“Somos vizinhos da Austrália e Indonésia. Esperamos que a Ómicron não entre na Indonésia. Caso contrário, é provável que seja transportada para o nosso país, uma vez que continuam a existir cidadãos que teimam em sair e entrar ilegalmente nas fronteiras terrestres. Então, é fácil a doença chegar a Timor-Leste”, referiu.

Assegurou, por fim, que o ministério se coordenará com outras entidades relevantes para levarem a cabo ações de sensibilização junto da comunidade sobre o cumprimento das normas de prevenção da covid-19, como o uso da máscara facial, a lavagem das mãos e o distanciamento físico. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.