MS comprometido com criação de centros de isolamento e quarentena em fronteiras e municípios

by -55 views

Díli – O Ministério da Saúde (MS) está comprometido em manter as instalações e a criação de centros de isolamento e quarentena em todos os municípios e regiões fronteiriças, sobretudo em Bobonaro, Covalima e Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA), assegurou o Diretor do Gabinete da Política de Cooperação do Ministério da Saúde, Narciso Fernandes, nesta segunda-feira (03/08).

“O MS manterá a instalação das salas de isolamento em todos os hospitais de referência, principalmente nos do Suai, de Maliana e da RAEOA”, garantiu o responsável, aquando da sua participação na cerimónia de entrega de equipamentos de proteção individual da União Europeia, em Caicoli.

O diretor assegurou ainda que o ministério construirá também centros de quarentena em todos os municípios.

“Temos de intervir precocemente nesta questão para que possamos lidar com um ressurgimento da covid-19 no nosso país, prevenindo, assim, o medo no seio da população”, sublinhou.

Narciso apelou, como tal, a todos os parceiros do MS que dessem também prioridade aos municípios, pois estão com falta de recursos humanos e equipamentos para fazerem face a casos de covid-19.

“O apoio dos parceiros ajudará muito o Governo na contenção do novo coronavírus nestes locais, pois pretendemos que todas as pessoas que entram agora no país não se concentrem apenas nos centros de quarentena localizados na cidade”, afirmou.

O responsável alertou ainda para uma possível transmissão comunitária em Timor-Leste, caso a população não cumpra com as medidas de prevenção da covid-19 impostas pelas autoridades de saúde timorenses.

“O número de casos desta pandemia está sempre a aumentar nos países vizinhos, onde se encontram também muitos dos nossos jovens a estudar. Então, com o seu regresso, com certeza, surgirá uma segunda onda da doença em Timor-Leste”, defendeu. (res)

No More Posts Available.

No more pages to load.