MS agradece a organizações apoio na investigação à tuberculose no país

by -41 views

Díli- O Ministério da Saúde (MS) agradeceu à Organização Mundial da Saúde (OMS) e ao Fundo Global de Combate à Sida, Tuberculose e Malária o apoio técnico e financeiro para a investigação da tuberculose em Timor-Leste.

“Em nome do MS, agradeço aos parceiros internacionais que se mostram disponíveis para apoiar tecnicamente e com fundos [a investigação da] tuberculose em Timor-Leste”, afirmou na terça-feira (22/12), o Vice-Ministro da Saúde, Bonifácio dos Reis, à margem da apresentação deste estudo, no Timor Plaza.

O governante agradeceu ainda a colaboração na investigação dos profissionais de saúde e outras organizações nacionais e internacionais, entre elas a Agência Internacional de Cooperação Coreana (KOICA, em inglês), os Serviços de Auxílio Católico (CRS, em inglês), a Organização Internacional para as Migrações (OIM), o Programa Alimentar Mundial (PAM) bem como a Fundação Alola, a Clínica do Bairro Pité, Caritas de Díli, a Klibur Domin, Maluk Timor e a Estrela+.

“Esperamos que, com os resultados da pesquisa, o MS possa elaborar uma política e estratégia de controlo da tuberculose”, disse.

Recorde-se que, segundo dados divulgados pelo vice-ministro, em julho deste ano, a tuberculose mata entre três a quatro timorenses por dia.

“Mais de quatro mil pessoas morrem diariamente no mundo devido à tuberculose. Timor-Leste é um país em desenvolvimento, onde a prevalência da doença é elevada. O índice de mortes é, em Timor-Leste, superior a 100 por cada 100 mil habitantes”, recordou o vice-ministro.

Bonifácio dos Reis lembrou também que esta é a taxa de tuberculose mais elevada no sudeste asiático. Além das três a quatro mortes diárias com a doença, entre 30 a 40% dos casos não são detetados. (res/jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.