MP deduz acusação contra ex-padre suspeito de abuso sexual em Oé-Cusse

by -36 views

DÍLI- O Ministério Público (MP) deduziu a acusação contra o ex-padre norte-americano suspeito de crimes de abuso sexual de menores num orfanato de Oé-Cusse.

A informação foi dada pelo Procurador-Geral da República (PGR), José Ximenes, esta terça-feira (22/09), aos jornalistas, após o encontro mensal com o Presidente da República (PR), no Palácio do Presidente.

“Aproveito esta oportunidade para informar o público de que o Gabinete Central de Corrupção e de Crime Organizado deduziram a acusação contra o ex-padre”, avançou José Ximenes.

Além de abuso sexual, o ex-sacerdote é também acusado de agravação, previsto no artigo 173.º, que envolve coação sexual e violação, totalizando 14 crimes. O MP pede também uma indemnização civil no valor de 48 mil dólares americanos.

O procurador recordou que, em breve, o processo será remetido para a Procuradoria Distrital de Oé-Cusse, que tem competência territorial para que o Tribunal desta região realize o julgamento.

“Quero sublinhar que estas acusações que deduzimos não são contra o padre nem a Igreja como instituição, mas contra a pessoa que trabalhou muitos anos na Igreja como padre”, sublinhou.

Segundo José Ximenes, as crianças deste orfanato de Oé-Cusse ficaram sob a responsabilidade do Ministério da Solidariedade Social e Inclusão (MSSI).

Recorde-se que o ex-padre norte-americano geria um orfanato na região de Oé-Cusse, onde terão sido cometidos os crimes.

O ex-sacerdote reside em Timor-Leste desde 1966 e criou duas casas de abrigo de crianças nesta região. Foi afastado das suas funções religiosas pelo Vaticano, depois de ter confessado os crimes. (jxy)

No More Posts Available.

No more pages to load.