Morreram entre janeiro e março 53 bebés no HNGV

by -23 views

Díli- O Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) registou, entre janeiro e março, a morte de 53 bebés, 26 dos quais nados-mortos e 27 por complicações neonatais e outras doenças, revelou a Chefe do Gabinete do Controlo da Qualidade e da Comunicação Social do centro hospitalar, Sara Maria Xavier.

“Registámos 26 nados-mortos e 27 óbitos de recém-nascidos por sofrerem complicações infeciosas, nomeadamente problemas respiratórios”, avançou, nesta sexta-feira (17/04), Sara Xavier aos jornalistas, no seu local de trabalho. Acrescentou que a morte dos bebés se deveu também à falta de nutrição adequada das mulheres durante a gravidez.

“A hipertensão e outras doenças infeciosas da mãe podem afetar o bebé. Estes problemas foram também causados pela falta de nutrição. O bebé de uma mulher que sofre de anemia não se pode desenvolver bem, o que pode provocar complicações no recém-nascido e até causar a morte”, explicou.

De acordo com a responsável, a falta de conhecimento das grávidas faz com que estas não se desloquem às unidades de saúde.

“Talvez, devido à falta de informação sobre questões de saúde, estas não conhecem a importância da consulta durante o período de gestação. É necessário que uma grávida tenha consultas médicas regulares em centros de saúde, sobretudo nos dois últimos meses. Neste período, é muito relevante controlar frequentemente o estado de saúde de ambos, especialmente o batimento cardíaco do bebé”, aconselhou. (jry)