MESCC empenhado em melhorar qualidade do ensino superior

by -34 views

DÍLI – O Ministério do Ensino Superior, Ciência e Cultura (MESCC) planeou a concessão de crédito com juros mais baixos a universidades privadas com vista a melhorar a qualidade do ensino, das infraestruturas e dos recursos humanos, para que deixem, assim, de estar dependentes das propinas dos alunos.

O ministro da tutela, Longuinhos dos Santos, garante a concretização do plano, desde que o Orçamento Geral do Estado de 2021 seja aprovado. Sublinhou ainda que o MESCC prevê também uma atribuição de bolsas de estudo aos docentes, elevando, desta forma, o seu grau de habilitações, de licenciatura para mestrado.

“Todos nós sabemos que, para lecionar o 1.º ciclo do ensino superior, não basta os professores terem uma licenciatura. Devem ter o grau de mestrado”, afirmou Longuinhos dos Santos, na quinta-feira (19/11), no seu discurso da cerimónia de graduação dos alunos do Instituto Empresarial (IOB, sigla inglesa), no Fomento II.

Na mesma linha, o Presidente do Conselho do Ensino Superior Privado de Timor-Leste (CESPTIL), Augusto Soares, disse que as universidades e institutos que receberam acreditação da Agência Nacional para a Avaliação e Acreditação Académica (ANAAA) se mostram disponíveis para contribuir para a melhoria da qualidade do ensino.

Augusto Soares referiu ainda a necessidade de apoio do Governo às universidades privadas, visto que são “parceiras fundamentais” que garantem a preparação de licenciados com qualidade.

“Enquanto Presidente do CESPTIL, pretendo e exijo que o MESCC não olhe apenas para a Universidade Nacional Timor Lorosa’e e o Instituto Politécnico de Betano, mas preste também atenção ao ensino superior privado como um parceiro importante, nomeadamente na atribuição de bolsas de estudo aos professores e aos alunos com as melhores classificações”, pediu. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.