MEJD recebe mais 34 professores portugueses dos CAFE

by -63 views

DÍLI – O Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD) recebeu, na passada segunda-feira (09/03), mais 34 professores de Portugal para apoiar os Centros de Aprendizagem e Formação Escolar (CAFE).

“Recebemos hoje mais de 30 docentes portugueses para darem continuidade às atividades letivas nos CAFE do país”, afirmou a Ministra da Educação, Juventude e Desporto, Dulce Soares, em declarações aos jornalistas, no salão do MEJD, em Vila Verde.

Segundo a governante, os CAFE têm mais de oito mil alunos e 338 professores, sendo que 138 são portugueses e os restantes timorenses.

De acordo com Dulce Soares, os CAFE garantem uma educação de qualidade em todos os municípios, incluindo na Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA).

Para a ministra, os professores timorenses têm agora grandes oportunidades de poderem aprender com os docentes portugueses, em termos pedagógicos e científicos.

A governante lembrou, de igual modo, que os professores deviam ter chegado em janeiro e que, devido à sua ausência, durante dois meses, os docentes timorenses permitiram que as atividades letivas decorressem com normalidade.

Também o Coordenador em exercício dos CAFE, Justino Ximenes, disse que os professores timorenses se devem esforçar para aprender com os colegas portugueses, visto que a ideia principal é “entregar os CAFE nas mãos dos professores timorenses para gerirem totalmente a escola”.

“Devemo-nos esforçar para aprender com eles [professores portugueses] para que, caso o projeto apresente sucesso, a responsabilidade total da escola fique a cargo dos docentes timorenses”, referiu o coordenador.

De acordo com Justino Ximenes, a presença dos professores portugueses é de extrema importância, pois tem contribuído para a melhoria do conhecimento dos colegas timorenses.

“Todos os professores timorenses dos CAFE trabalham com, pelo menos, um docente português de modo a que possam melhorar os conhecimentos. Serão avaliados. Caso apresentem bons resultados, os CAFE serão imediatamente entregues aos timorenses”, concluiu.

Recorde-se que já tinham chegado a Díli, no dia 28 de fevereiro, mais 101 professores portugueses dos CAFE. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.