MEJD recebe apoio da UE para eliminação da violência contra mulheres e crianças nas escolas

by -51 views
Ilustração

DÍLI (Timor Post) – A União Europeia (UE) apoiou o Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD) com 52 projetores, 52 UPS e 52USB para a realização das ações de sensibilização junto dos estudantes e professores timorenses sobre a prevenção da violência contra as mulheres e crianças nas escolas.

As informações foram proferidas aos jornalistas pelo Ministro da Educação, Juventude e Desporto, Armindo Maia, na passada quinta-feira (12/08), no MEJD, em Vila-Verde, Díli.

Armindo Maia referiu também que serão identificados 52 estabelecimentos de ensino em todo o território nacional que receberão o apoio, sublinhando, de igual modo, que o MEJD se está a esforçar para eliminar todos os tipos de violência contra as mulheres e crianças em todas as escolas do país, porque o objetivo do Governo é garantir que “todos os alunos se sintam seguros e contentes”.

“O papel do Ministério da Educação, Juventude e Desporto é promover a participação democrática e inclusiva, disponibilizar a igualdade de oportunidades e consolidar as condições adequadas nas escolas a fim de contribuir para o desenvolvimento dos estudantes”, disse.

A representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF, em inglês) em Timor-Leste, EmanueleColet, afirmou, por sua vez, que a UNICEF está sempre disponível para dar assistência ao desenvolvimento do ensino digital em Timor-Leste, disponibilizando ainda aos alunos timorenses formações sobre a aquisição de competências para a vida, igualdade de género, direitos humanos e educação da paz.

“Ajudamo-los a tornarem-se adultos que respeitarão os seus parceiros e os seus filhos”, referiu.

Segundo a responsável, o Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA, em inglês)  e a ONU Mulheres vão contribuir igualmente para o programa.

“Estamos empenhados em eliminar a violência contra as mulheres e crianças no ambiente escolar. Então, as turmas são os locais em que podemos iniciar este programa”, defendeu.

Emanuele explicou, por fim, que os equipamentos a serem distribuídos por 52 escolas no país serão utilizados para a apresentação de vídeos, imagens e conteúdos de internet relativamente à referida questão para estimular os debates acerca do tema. (ono/mj7/mj11)

No More Posts Available.

No more pages to load.