MEJD lança código de conduta para estudantes

by -36 views

DÍLI – A Ministra da Educação, Juventude e Desporto (MEJD), Dulce de Jesus Soares, efetuou, esta terça-feira (23/07), o lançamento do código de conduta para os estudantes do 3º Ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário.

“Estou a cumprir os últimos momentos das minhas funções [neste ministério]. Aproveito a oportunidade para lançar o código de conduta destinado aos alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário, o qual contém cinco compromissos importantes”, disse a ministra no âmbito do lançamento, na Escola Básica Central (EBC) de Fatumeta, Díli.

Dulce de Jesus explicou ainda que o código de conduta impõe aos estudantes normas associadas a compromissos para com a nação, ao processo de aprendizagem, à comunidade e aos colegas.

“Vai complementar o código de conduta dos professores, lançado em 2017. Esperamos, assim, que as normas possam ser cumpridas por ambas as partes nas nossas escolas”, frisou a ministra.

A ministra lembrou ainda que a criação do código de conduta para os estudantes surgiu na sequência de uma consulta realizada aos alunos, professores e ao regulamento interno de cada escola.
“Este código vai permitir gerir o comportamento dos alunos, as suas atitudes perante os professores bem como as sanções aplicadas conforme as regras existentes”, explicou.

Além do lançamento do código de conduta, a ministra inaugurou duas novas salas de aula da EBC de Fatumeta.
“A EBC de Fatumeta recebeu um apoio da Embaixada dos Estados Unidos da América. Acho que a diretora da escola e o nosso doador envidaram todos os seus esforços para a conclusão desta obra, pelo que hoje podemos inaugurar duas salas”, referiu.

Também Fernanda Belo, a Diretora da EBC de Fatumeta, disse que o código de conduta constituirá um meio importante na gestão do comportamento dos alunos na escola.

“Será bastante útil e não vai contra as regras existentes nesta escola. Até à data, aplicamos uma multa de um dólar americano por dia a quem faltar às aulas. Vamos afixá-lo nas salas de aula para que seja fácil de ser consultado e cumprido pelos estudantes”, disse a diretora.

O Ex-Presidente da República, José Manuel Ramos Horta, destacou, por seu turno, a importância da existência do código de conduta dirigido aos alunos com o intuito de impor a disciplina e o bom comportamento no seio da comunidade escolar.

“Há muitos casos, em Timor-Leste, de estudantes e jovens que demonstram falta de respeito para como os professores”, afirmou.

O Nobel da Paz referiu ainda que o maior problema da educação em Timor-Leste (TL) não reside na questão da disciplina dos alunos, mas antes na falta de qualidade de ensino e de nutrição.
“Concordo com o código de conduta, mas, isto não é o maior problema para a educação em TL. A questão, para nós, reside não apenas na falta de qualidade de ensino, mas também na má nutrição e falta de livros, água e eletricidade”, afirmou José Ramos Horta.

Participaram na cerimónia de lançamento, entre outros, a ministra Dulce de Jesus, o Nobel da Paz, José Manuel Ramos Horta, o Ministro da Defesa, Filomeno Paixão, a Embaixadora dos EUA. (ono)