MEJD e Portugal assinam adenda ao protocolo de cooperação dos CAFE

by -74 views

Díli- O Ministério da Educação Juventude e Desporto (MEJD) e a Embaixada de Portugal em Timor-Leste, representando o Ministro da Educação português, assinaram, esta terça-feira (28/01), uma adenda ao acordo de cooperação que permite dar continuidade ao Centro de Aprendizagem e Formação Escolar de Timor-Leste (CAFE).

“O Ministério da Educação, Juventude e Desporto assinou, hoje, o protocolo do projeto dos CAFE, que é conhecido como escolas de referência”, afirmou a Ministra da Educação, Juventude e Desporto, Dulce de Jesus Soares, aos jornalistas, no CAFE de Díli, em Taibessi.

A governante recordou ainda que os CAFE se encontram nos 12 municípios, incluindo na Região Administrativa Especial de Oé-Cusse Ambeno (RAEOA), com um total de cerca de 8 mil estudantes, 140 professores portugueses e 150 professores timorenses.

“O projeto CAFE devia ter finalizado em 2018, mas efetuámos uma extensão com o objetivo de realizar uma avaliação internacional passados dez anos”, referiu.

A adenda prevê que o projeto seja estendido por mais dois anos e a realização de uma avaliação.

“Precisamos de uma avaliação para planear a continuidade do projeto e ver o que será necessário para desenvolver e melhorar”, afirmou.

Já o Coordenador Interino do CAFE de Díli, Justino Ximenes, revelou que este centro escolar de Díli possui 19 professores timorenses e mais de 800 alunos.

“A cerimónia de hoje é importante, porque representa a continuidade do projeto CAFE, que garantirá a qualidade da educação no país”, afirmou.

O responsável referiu ainda que os CAFE são escolas de referência e cujo ensino fica maioritariamente a cargo de professores portugueses.

Participaram na cerimónia de assinatura do protocolo a MEJD, o Embaixador de Portugal em Díli, José Pedro Machado Vieira, o representante português do Ministério da Educação, dirigentes, professores e estudantes do CAFE do município de Díli. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.