MEJD analisa documentação dos professores voluntários

by -292 views
Logo ME

Díli (Timor Post) – O Ministério da Educação, Juventude e Desporto (MEJD) procedeu à verificação dos documentos de aproximadamente quatro mil professores voluntários destacados em todo o território.

O diretor-geral da Administração e Finanças do MEJD, Antoninho Pires, afirmou que uma equipa afeta ao ministério finalizou, entretanto, os trabalhos de verificação da lista dos voluntários do Município de Díli.

“Acabamos de analisar todo o processo que envolve a documentação dos professores. Vamos, em breve, tomar uma decisão  quanto ao destino a dar a estes docentes”, disse Antoninho Pires ao Timor Post.

O diretor lembrou ainda que, embora o MEJD tivesse avançado, em 2021, com o recrutamento de 975 professores, o processo acabaria por ser adiado em virtude do aumento substancial do número de docentes voluntários.

“Recorremos habitualmente a um professor voluntário para substituir um docente reformado ou que entretanto morre”, disse.

Face ao sucedido, o dirigente apelou às direções das escolas que deixassem de chamar qualquer pessoa sem nenhum critério para exercerecem as funções de docente voluntário, uma vez que o ministério tem em vista pôr fim a este recurso.

“O ministério não se responsabilizará por qualquer recrutamento de professores voluntários levado a cabo pelas escolas”, referiu.

Antoninho Pires garantiu, por último, que com a formação de 2.595 professores do ensino básico a cargo do Instituto Nacional de Formação de Docentes e Profissionais da Educação (INFORDEPE) tenderá a resolver a falta de professores nas escolas.

Segundo os dados do MEJD a que o Timor Post teve acesso, o total do número de professores em Timor-Leste é superior a 18 mil, sendo que cinco mil são voluntários, mais de 700 mil reformados e cerca de 500 já faleceram. (ono)

No More Posts Available.

No more pages to load.