Maucoli: Não há discriminação na transferência de doentes para estrangeiro

by -93 views

Díli – O Vice-Ministro da Saúde, Bonifácio Maucoli dos Reis, disse que, apesar de o Ministério da Saúde (MS) ter apenas transferido, na semana passada, uma única médica timorense para tratamento no Hospital Siloam de Jacarta, na Indonésia, não há discriminação na transferência de doentes para o estrangeiro.

Maucoli justificou a transferência da médica, que sofre de cancro da tiroide, com a necessidade de tratamento urgente.

“Não estamos a discriminar nem fechamos a porta a ninguém. Enviamos primeiramente os doentes que necessitam de uma intervenção rápida. O orçamento está a ser analisado, visto que o custo da viagem é avultado. Cada avião fretado pode rondar os 30 ou 40 mil dólares. Além disso, este avião-ambulância só pode transportar uma pessoa”, afirmou Maucoli, em declarações aos jornalistas, na segunda-feira (29/06), após a celebração do 17.º Aniversário do Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV), em Bidau.

O ministro lembrou igualmente que, ainda que o MS tivesse contactado centros hospitalares da Malásia e Singapura para que a doente fosse lá internada, não conseguiu nenhuma resposta.

O governante referiu ainda que todos os países estão a enfrentar uma crise sanitária provocada pelo novo coronavírus, obrigando-os a aplicar o estado de emergência, mas a Indonésia aceitou o pedido.

“Mais de 30 doentes estão a receber tratamento médico no Hospital Siloam de Jacarta e Sanglah de Bali”, revelou.

Segundo Maucoli, a esmagadora maioria dos doentes transferidos está atualmente a receber tratamento hospitalar na Indonésia, Malásia e Singapura. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.