MAP pede a pescadores que protejam cetáceos

by -38 views

Díli – O Diretor-Geral do Ministério da Agricultura e Pescas (MAP), Acácio Guterres, pediu, esta terça-feira (09/06), aos pescadores que protegessem os cetáceos, nomeadamente os golfinhos e baleias.

Acácio Guterres recordou a importância destes cetáceos para os ecossistemas marinhos.

“Graças a estas duas espécies, baleias e golfinhos, temos um ecossistema marinho muito rico. Peço, como tal, aos pescadores que evitem a sua caça”, apelou ao Timor Post, no seu local de trabalho.

Acácio Guterres recordou, desta forma, que o Governo timorense e a organização para a Conservação Internacional em Timor-Leste (CI-TL) assinaram, a 08 de junho, um acordo relativo à proteção ambiental que prevê, entre outros, a conservação das florestas e proteção de cetáceos, com o objetivo de preservar o ecossistema do país, com destaque para a flora e as espécies marinhas.

“Trata-se da extensão de um acordo anteriormente assinado pelo Vice-Ministro do MAP e CI-TL, o qual durou apenas dois anos. Vamos renová-lo a cada dois anos. É de extrema importância, uma vez que se trata da conservação dos ecossistemas marinhos”, afirmou.

Segundo o responsável, haverá também um controlo mais apertado das atividades de mergulho.

“A Direção Nacional de Pescas vai elaborar vários procedimentos quanto às atividades de mergulho. Os interessados deverão registar-se antes de mergulharem. Vamos também cooperar com a Componente Naval [das F-FDTL] para efetuar este controlo”, afirmou.

Também o Coordenador Residente da CI-TL, Manuel Mendes, lembrou que o MAP e esta organização assinaram já um acordo relativo ao Guia de Observação de Cetáceos.

“O acordo é muito importante para Timor-Leste, pois permite agora ao país conservar adequadamente as riquezas marinhas e possuir outra fonte de rendimentos”, disse, garantindo igualmente que a CI-TL cooperará com outros parceiros internacionais para apoiarem Timor-Leste no desenvolvimento do setor marítimo.

“A CI-TL está pronta a ajudar o MAP para atrair mais investimentos internacionais para Timor-Leste”, assegurou.

A CI-TL gere a conservação dos ecossistemas marinhos e proteção florestal em diversos municípios do país para que possa ser garantida a sustentabilidade da flora e fauna timorenses. (jxy)

No More Posts Available.

No more pages to load.