‘Mandati’ discorda do uso de armas por parte da PSIC

by -40 views

DÍLI- O deputado da comissão B, que trata dos Assuntos da Defesa e Segurança, David Dias ‘Mandati’, manifestou a sua discordância da posição assumida pelo Ministério da Justiça (MJ), que procedeu à aquisição de armas de fogo destinadas à Polícia Científica de Investigação Criminal (PSIC) por considerar que viola a Constituição.

‘Mandati’ lembrou ainda que tanto as Falintil- Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL) como a Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) fizeram já, por diversas ocasiões, uso da arma de fogo em situação ilegal, demonstrando uma conduta desconcertada.

“Temos de ter cuidado com o uso de armas de fogo. A nossa Constituição permite somente às autoridades de segurança e de defesa o seu uso”, disse ‘Mandati’, esta quinta-feira (22/10), no Parlamento Nacional.

Em relação à conduta imprópria dos agentes policiais e de defesa, ‘Mandati’ deu como exemplo o disparo sobre civis e o uso da arma de fogo para caçar.

O deputado sugeriu, entretanto, que fossem mobilizados agentes da PNTL para a PSIC por dominarem o manuseamento de qualquer arma de fogo.

“Por que é que não são mobilizados agentes policiais para ali? Sabemos que eles [elementos da PNTL] são necessários, pois, segundo a nossa Constituição, podem usar armas. Será que existe um decreto do Governo ou uma lei que permite a sua concretização?”, questionou.

‘Mandati’ acrescentou, por último, que dado que Timor é um país de dimensão reduzida, não se justifica que um grande número de pessoas use armas de fogo. (jry)

No More Posts Available.

No more pages to load.