Mais de 40 novos registos de empresas durante estado de emergência

by -84 views

DÍLI- O Serviço de Registo e Verificação Empresarial (SERVE) registou em linha, durante a implementação do estado de emergência, mais de 40 novas empresas.

“Durante o estado de emergência, registámos mais de 40 novas empresas através de meios eletrónicos”, revelou via telefone o Diretor do SERVE, Florêncio Sanches, esta terça-feira (30/06), à jornalista do Timor Post.

Questionado sobre os encerramentos de empresas, Florêncio Sanches recordou que serviços do SERVE foram reduzidos durante o estado de emergência, pelo que não possui ainda dados. Revelou, contudo, que esta entidade recebeu, entre janeiro e março deste ano, pedidos para o encerramento de cinco empresas nacionais

“Durante a implementação deste estado de emergência, foram encerradas cinco empresas, mas os pedidos foram apresentados entre janeiro e março”, afirmou.

O diretor do SERVE não tem, contudo, dúvidas dos efeitos negativos da crise sanitária para as empresas timorenses.

“Duas empresas asiáticas e uma europeia que estão em Timor-Leste queriam encerrar. Fizemos alterações na estrutura das empresas vietnamita e chinesa, mas a europeia quer mesmo fechar”, exemplificou.

Florêncio Sanches adiantou, porém, que, apesar da crise, receberam pedidos de empresas dos Estados Unidos da América, Hong Kong, Macau e Filipinas que pretendem investir em Timor-Leste.

O diretor pediu ainda a todos os empresários que renovassem as certidões ou certificados provisórios que o SERVE emitiu durante o estado de emergência.

“Estes certificados são muitos importantes para os empresários realizarem as suas atividades económicas. Já reiniciámos ontem o nosso trabalho e, por isso, podemos atender dentro da normalidade, procedendo a alterações, renovações, entre outros serviços”, acrescentou. (isa)

No More Posts Available.

No more pages to load.