Lere pede a Ângela Freitas lista de elementos das F-FDTL e PNTL envolvidos na RNDJC

by -37 views

DÍLI – O Chefe de Estado-Maior das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), Major-General Lere Anan Timur, pediu à porta-voz do grupo da Resistência Nacional para a Defesa da Justiça e Constituição de Timor-Leste (GRNDJC), Ângela Freitas, que lhe fosse facultado um documento com os nomes dos elementos das F-FDTL e da Polícia Nacional de Timor-Leste (PNTL) envolvidos na RNDJC.

“Enviarei os meus homens para irem falar com a Ângela. Vão pedir-lhes os nomes dos elementos das F-FDTL e PNTL envolvidos na RNDJC de modo a que possamos apurar tudo. Ângela já não pode fugir do país. Não há voos comerciais. Para onde é que ela vai? Enquanto o assunto não estiver resolvido, Ângela não sai daqui”, afirmou Lere aos jornalistas, no Quartel-General das F-FDTL, em Fatuhada.

O Major-General referiu ainda que o processo de investigação do envolvimento de elementos das forças de segurança e de defesa na RNDJC continua a decorrer, garantindo igualmente que, no caso de Ângela Freitas provar a participação das F-FDTL e PNTL no grupo, os membros serão sancionados. Caso contrário, salienta Lere, a porta-voz será sujeita a medidas sancionatórias por “manchar” o nome da instituição.

Lere sublinhou, de igual modo, que a decisão do patrulhamento das F-FDTL junto à residência da porta-voz da RNDJC se deveu à necessidade de garantir a estabilidade do país e não aplicar uma “ditadura”.

“As pessoas acusaram-me de ser ditador. Não o sou. Sou um estabilizador”, disse, defendendo que, se fosse um ditador, Ângela Freitas “já estaria morta” na altura da crise de 2006. (f10)

No More Posts Available.

No more pages to load.